Policial civil leva cinco tiros durante assalto em Niterói

O São Gonçalo


Ao que parece nem a própria polícia escapa do aumento da violência em Niterói, registrada nas estatísticas recentes do Instituto de Segurança Pública (ISP), divulgadas há uma semana. Na noite de sexta-feira, o policial civil Heitor Barbirato Alvins Vieira, lotado na 78ªDP (Fonseca) foi vítima de assalto na altura do número 120, da Estrada Alarico de Souza, na Ititioca. Ele teve a moto e arma (uma pistola calibre 40) roubadas e acabou baleado com cinco tiros, no abdômen e na perna direita. 

De acordo com o boletim de ocorrência da própria DP onde o agente é lotado, Barbirato estava de serviço naquele dia e voltava do horário de janta quando foi abordado pelos criminosos. Ele reagiu ao assalto e acabou atingido pelos disparos, que estavam num Voyage azul. Os bandidos conseguiram fugir. 

Ele foi levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no Fonseca, onde, segundo a Secretaria Estadual de Saúde, permanece internado em estado estável, após passar por cirurgia.

O delegado Paulo Guimarães, titular da 78ª DP, informou que foram feitas buscas a fim de identificar e prender os autores do crime. O veículo e a arma do policial, ainda, não haviam sido recuperadas até o fim da tarde de ontem. 

Heitor Barbirato tem 11 anos de polícia e é filho de outro policial civil, lotado na 81ª DP (Itaipu). 

Estatística - De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), o índice de roubo a veículos em Niterói aumentou cerca de 70% em maio deste ano em relação ao mesmo período de 2012. O acumulado de janeiro a maio, comparando os dois anos, mostra que foram 144 casos em 2012, contra 206 este ano, uma elevação de 43%.


Manifeste sua opinião sobre essa matéria

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário