Felipe Massa exalta largada e diz que pneu estourado lhe custou o pódio

Piloto da Ferrari larga muito bem no GP da Inglaterra, ganha seis posições, mas acaba caindo para último após incidente com pneu neste domingo

Por GLOBOESPORTE.COM

Silverstone, Inglaterra


Neste fim de semana, durante o GP da Inglaterra, Felipe Massa experimentou um carrossel de emoções. Após ter batido na segunda sessão livre, não conseguiu passar do Q2 no treino classificatório e acabou conseguindo apenas a 11ª posição no grid. Com uma largada magnífica, logo reverteu o prejuízo. Ousado, ganhou seis posições, pulando de 11º para quinto. Quando era quarto colocado, seu pneu traseiro esquerdo estourou repentinamente e fez com que tivesse que parar nos boxes, despencando para último. Apesar de todos os problemas, o piloto da Ferrari ainda conseguiu se recuperar e terminar em sexto. Massa exaltou sua largada e disse que conseguiria um lugar no pódio na prova vencida por Nico Rosberg, caso não fosse surpreendido pelo incidente que classificou como “inaceitável” com seu composto traseiro esquerdo.

- Eu creio que o início da corrida foi fantástico, uma primeira volta excelente. Eu consegui um ótimo ritmo e o carro estava excelente, mas, de repente, caí para último por causa de uma situação perigosa com o pneu, que não aconteceu só comigo. Depois eu voltei pra prova e continuei muito bem. Não posso dizer que não fiquei contente com o 6° lugar, ainda mais pelo que aconteceu durante a corrida. Eu fiquei feliz, mas hoje eu conseguiria um pódio. Fiquei desapontado por não ter conseguido o que queria. Principalmente porque não foi culpa minha ou da equipe, mas por uma questão inaceitável com pneus –  desabafou o piloto que perdeu a chance de conseguir um lugar no pódio.

'Nas mãos de Deus'

Felipe ficou aliviado pelo fato de o pneu não ter estourado em uma velocidade maior do que a que ele se encontrava na hora do incidente.

- Eu tive sorte porque estava na curva cinco. Tive bastante espaço para parar o carro e depois seguir até os boxes. Entretanto, o que aconteceu é muito perigoso. Se acontecesse em outro lugar, eu poderia ter me acidentado gravemente e isso não é aceitável. Penso que nossa segurança é a coisa mais importante. Depois do que aconteceu, fiquei com medo de ir pra cima e acontecer de novo, mas continuei pressionando e deixei nas mãos de Deus. Não é um sentimento muito bom, mas não existia outra opção – completa Massa.


Manifeste sua opinião sobre essa matéria

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário