Pela primeira vez, uma mulher comandará a Interpol

Renata Giraldi
Da Agência Brasil, em Brasília

Pela primeira vez, a Organização Internacional de Polícia Criminal, cuja sigla em inglês é Interpol, será comandada por mulher. A francesa Mireille Ballestrazzi, 58, foi eleita, em Roma, na Itália, a nova presidente da organização. Ela era vice-presidente para a Europa da Comissão Executiva da Interpol.

Criada em 1923, a Interpol é uma organização internacional que ajuda na cooperação de polícias de diferentes países. A Interpol atua como uma central de informações para que as polícias trabalhem no combate a crimes considerados internacionais, como o narcotráfico, o tráfico de pessoas e os contrabandos.

Comissária de polícia desde 1975, Ballestrazzi ocupou vários cargos na direção da Interpol. Desde 2010, ela era a segunda da organização. A eleição foi feita durante a assembleia-geral da entidade.

(Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa)